Ufal entre as melhores universidades do mundo

Ascom Ufal

A Times Higher Education (THE), uma revista inglesa que publica notícias e artigos sobre a Educação Superior desde 1971, há 15 anos realiza o Ranking Mundial das Universidades (World University Rankings). Nesta quarta-feira (11), a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) foi citada entre as melhores universidades do mundo.

Os dados que nortearam a pesquisa contam com informações referentes ao número de estudantes de graduação e pós-graduação, quadro técnico e docente, considerando também indicadores gerais quanto a gênero, número de ingressos e de formados, pesquisa, áreas de atuação, dentre outros. Em 2019, houve uma ampliação de 11 universidades brasileiras no ranking em relação ao ano passado.

O resultado foi bastante comemorado pela gestão da Ufal que tem feito, nos últimos três anos, um grande esforço para melhorar os indicadores da instituição, mesmo no contexto de uma realidade de contínuos cortes no orçamento. “Nossa equipe tem se desdobrado bastante para driblar a falta de recursos financeiros, ainda assim, com a participação de professores, estudantes, diretores das Unidades Acadêmicas e demais gestores, estamos melhorando nossos índices nas avaliações”, destacou a reitora Valéria Correia.

A repercussão do resultado na imprensa contribui para dar mais visibilidade ao desempenho positivo da Ufal. “Essa informação é uma importante ferramenta para os interessados em ingressar na nossa Universidade, pois está no ranking mundial e entre as 46 melhores do Brasil é um orgulho para nós que fazemos a Ufal”, destaca Luciene Melo, da Assessoria Internacional da Ufal (Asi).

Outros indicadores positivos

O resultado positivo desta semana soma-se a outros que foram conquistados nos últimos anos. No QS World University Rankings, também do Reino Unido, a Ufal foi classificada, em 2018, entre as 170 melhores da América Latina e entre as 400 melhores do Brics (agrupamento de países de mercado emergente).

Em 2018, também foi o ano em que a Ufal alcançou o conceito 4, numa escala de 1 a 5, no recredenciamento institucional realizado pela primeira vez na Universidade. “São indicadores que resultam de um grande esforço coletivo e por isso estamos muito felizes com mais esse reconhecimento”, destaca Jusciney Carvalho, procuradora Educacional Institucional.

Busca de apoio

Para manter a Universidade funcionando e prestando um serviço de qualidade para a população, a reitora destaca que é preciso desbloquear os recursos do orçamento da Ufal. “Já estamos administrando no limite. Não temos verba sequer para pagar a conta de energia elétrica no próximo mês. No momento em que a Ufal demonstra uma performance valorizada no mundo, precisamos ter apoio para continuar melhorando”, destaca Correia.

Nesse sentido, a reitora receberá a bancada alagoana no Congresso Federal, nesta sexta-feira (13), às 9 h. “A bancada alagoana foi uma grande parceira e precisamos continuar contando com nossos deputados e senadores. As emendas parlamentares ajudaram a Ufal a superar algumas dificuldades nesses últimos anos de sucessivos cortes no orçamento”, ressalta.

Valéria Correia também tem audiência marcada com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, na próxima semana, em Brasília. “Pretendemos expor diretamente ao ministro a situação e mostrar o que vamos deixar de pagar a partir de outubro, caso o orçamento não seja desbloqueado. Queremos a Ufal despontando nos ranking mundial cada vez mais em melhores posições e para isso precisamos de investimentos”, concluiu.

FALE CONOSCO


Fale Conosco

ENDEREÇO


Rua Ministro Salgado Filho, 78 - Pitanguinha - Maceió/AL
Fone/Fax: (82) 2122-5353

LOCALIZAÇÃO